Como a impressão 3D afeta o seu consumo e toda a sociedade?

Recentemente tivemos o excelente texto do Márcio sobre impressoras 3D. Caso não tenha lido, tenha certeza de clicar aqui. Após compreender o que é a impressora 3D, é importante iniciar a discussão dos seus impactos na sociedade atual, e futura.

Compreender o processo de manufatura de um item é mais do que uma curiosidade; é um privilégio. Em uma sociedade que a desigualdade, tanto social quanto intelectual é abismal, o conhecimento ligado à criação é algo limitado a poucos, e aproveitar este conhecimento se torna diferencial para seus portadores. É necessário, em um mundo de constantes mudanças, existir uma preocupação maior dos consumidores com o que produzem, e como filtrar o que consomem, de forma a regular o mercado por meio do seu bolso, e de sua opinião pública.

A abordagem principal dada à impressão 3D é exatamente mudar a forma com que as pessoas enxergam os produtos e seu consumo. No momento atual, a produção de lixo e resíduos é absurda e, por vezes, desnecessária. Faça o questionamento a si próprio: Quantas vezes você se livrou de um produto em perfeitas condições gerais, simplesmente porque o custo de conserto e/ou substituição de componente era vastamente superior ao valor original do produto, ou apresentava pouco custo/benefício?

A forma com que a sociedade consome é benéfica para o sistema de mercado existente, mas danosa para a natureza, e para a própria sociedade. Itens descartáveis estão levando à extinção de biomas e espécies inteiras. A impressão 3D dá uma resposta viável para isso.

Imagem de uma IMPRESSORA 3D com garrafas PET em volta.
EKOCYCLE Cube – Impressora com plástico reciclado.

Dentro de comunidades como o Thinkverse, e similares, é possível encontrar pessoas dedicadas a solucionar seus problemas de forma individual, e paralela ao que o Mercado oferece, e compartilhando suas soluções. Existem peças de carrinhos de bebê, peças de fogão, componentes de controle remoto e muitos outros. O céu é o limite (nem isso… Componentes para montagem de balões meteorológicos já são disponibilizados).

Com a proliferação dos equipamentos, com o barateamento da tecnologia, e com a facilidade de acesso ao conhecimento envolvido na criação dos itens, é cada vez mais certo que as pessoas abandonarão o ato de condenar itens em bom estado, e a atual obsolescência vai ser, pelo menos, reduzida. Nosso planeta não é mais capaz de lidar com o nosso consumo; pelo menos não nas proporções que temos atualmente, e a mudança do mindset da sociedade é algo importante nesse sentido.

Eu gostaria de saber sua opinião em como a Impresão 3D pode (ou não) afetar o nosso mundo, por isso comente abaixo, e caso tenha interesse em desenvolver seus próprios itens, entre em contato com a Umaker, e conheça sobre nossos cursos de Impressão 3D.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *